Deep web vs. dark web: Qual é a diferença?

Dark web e deep web são frequentemente usadas de forma intercambiável, mas são dois conceitos distintos. A percepção comum é que ambas são focos de atividades criminosas, apesar disto não ser uma verdade absoluta.

Neste artigo, explicaremos o que é a deep web, a dark web, as diferenças entre as duas e alguns temas relacionados.

O que é a deep web?

A deep web é a parte da Internet que é inacessível a mecanismos de busca como Google e Bing. Pense na deep web como qualquer conteúdo oculto por trás de algum tipo de controle de acesso, como um login ou uma palavra de código. Também conhecida como conteúdo “não indexado”, a deep web é várias vezes maior que a web pesquisável ou de “superfície”.

Existem muitas razões para a deep web existir. Algumas pessoas podem querer configurar sites que não são para visualização pública e, portanto, não devem aparecer nos resultados de pesquisa. Sua caixa de entrada do Gmail, por exemplo, também faz parte da deep web porque não existe como um domínio de acesso público.

[Acompanhe as últimas novidades sobre privacidade e segurança. Assine o boletim do blog da ExpressVPN.]

Outros exemplos incluem formulários online, links de teste do WordPress e alguns periódicos acadêmicos. Esses sites existem em diretórios que o Google (e outros mecanismos de pesquisa) estão impedidos de rastrear.

Atualmente, os mecanismos de busca indexam cerca de 4 bilhões de páginas da web. Embora isso pareça muito, é uma mera fração da quantidade de informações disponíveis na deep web. Segundo algumas estimativas, a deep web é cerca de 550 vezes maior que a web de superfície.

O que é a dark web?

A dark web, também conhecida como darknet, às vezes é considerada um pequeno subconjunto da deep web. No entanto, ao contrário da deep web, a dark web é tão indexável quanto a clearnet, e os mecanismos de pesquisa para a dark web também existem. Alguns deles são o Candle, Not Evil e SearX.

Todas as atividades aqui são anônimas por padrão, pois a única maneira de acessar a dark web é através do navegador Tor criptografado. Nem os usuários nem os administradores da web compartilham suas informações, incluindo sua identidade ou localização. Portanto, é muito difícil desativar servidores da dark web ou impor restrições geográficas aos usuários.

A dark web é definitivamente onde ocorrem as transações mais obscuras da Internet. Um estudo realizado por pesquisadores do King’s College London, que analisou o conteúdo de mais de 2.700 sites da darknet, descobriu que aproximadamente 60% deles hospedavam conteúdo ilícito.

O Silk Road, talvez um dos exemplos mais conhecidos de um mercado ilegal na darknet, foi fechado em 2013, mas antes mostrou ao mundo como era fácil comprar drogas ilegais online, documentos falsificados e outros itens de origem duvidosa.

De fato, podemos dizer que o fechamento do Silk Road e a prisão e condenação de Ross Ulbricht, seu fundador, aumentaram o interesse pelas darknets e seus produtos ilegais. O sociólogo Isak Ladegaard, que desenvolveu um algoritmo para monitorar dados de vendas em mercados do tipo Silk Road, declarou que a cobertura da mídia tornou a dark web muito mais conhecida. Como resultado, o comércio realmente subiu.

Mas a dark web não está associada apenas às atividades ilegais. Informantes, jornalistas e ativistas frequentemente acessam a dark web para permanecer anônimos e divulgar os resultados de suas pesquisas. O WikiLeaks, por exemplo, hospeda um site na dark web. Até o Facebook, DuckDuckGo e a ExpressVPN têm sites na dark web.

Qual é a diferença entre a dark web e a deep web?

Como mencionamos no início deste artigo, a dark web e a deep web geralmente são confundidas. A maneira mais fácil de entender a diferença é que nem toda deep web é dark web, mas toda dark web é deep web.

A deep web é simplesmente a parte da Internet que não pode ser acessada pelos mecanismos de busca. Pode ser protegida por senha ou existir apenas em servidores de teste. Acessar a deep web não requer um navegador especial ou protocolos exclusivos.

A dark web, no entanto, só pode ser acessada através do navegador Tor. A natureza criptografada do navegador significa que todos que tentam acessar a dark web permanecem anônimos por padrão. Além disso, os URLs na dark web são totalmente diferentes dos endereços normais da web.

Todos os sites na dark web terminam com “.onion”, em vez de “.com” ou “.org” comumente vistos na web de superfície. Essa é uma ação deliberada para que apenas navegadores com proxies específicos tenham permissão para acessar esses sites. Também é muito difícil lembrar os URL de sites na dark web, que é outra maneira de manter o anonimato.

Embora o Tor seja a maneira mais popular de acessar a dark web, o Invisible Internet Project (I2P) é outro projeto descentralizado de anonimização que implementa princípios semelhantes ao Tor. O I2P é como uma Internet independente e permite que os usuários enviem emails, escrevam blogs e conversem anonimamente como fariam na web normal.

A dark web e a deep web são ilegais e seguras?

Usar o navegador Tor ou tentar acessar uma página não indexada é perfeitamente legal. Só porque uma página não pode ser acessada por mecanismos de pesquisa não significa que ela esteja tentando promover atividades ilícitas.

Da mesma forma, fazer login no navegador Tor para navegar na dark web não significa que você está infringindo alguma lei. O que é ilegal, no entanto, é comprar itens ilegais, como drogas ou documentos falsificados, independentemente do navegador que você usa.

Na verdade, você deve ter muito cuidado ao tentar navegar na dark web. Não clique em URLs onion aleatórios e verifique a autenticidade de um site antes de fazer login. A dark web está cheia de golpes e hackers tentando roubar seus dados por meio de phishing. Algumas fontes úteis no Reddit para verificar sites onion incluem /r/deepweb, /r/onions e /r/Tor.

Se você pretende acessar a dark web, recomendamos que faça isso usando uma VPN para adicionar uma camada adicional de criptografia e anonimato. Além disso, use um endereço de e-mail temporário e descartável, criptografe suas mensagens com PGP e desative o Javascript no seu navegador Tor.

O governo e seu provedor de serviços de Internet não podem rastrear sua atividade no navegador Tor, mas saberão que você está na rede Tor. Isso pode atrair a atenção, então você precisa ter muito cuidado para manter o anonimato.

Quem criou a dark web?

Assim como a própria Internet, a dark web é resultado das pesquisas do governo americano para construir redes de comunicação para fins militares e de autodefesa.

O navegador Tor, usado para acessar darknets, foi projetado para facilitar o compartilhamento de mensagens anônimas entre espiões americanos espalhados pelo mundo. O desenvolvimento do Tor começou nos anos 90 e ele foi lançado como software disponível publicamente no início dos anos 2000.

Embora o objetivo original da dark web fosse facilitar a comunicação secreta, a natureza anônima da rede também encorajou atividades ilegais. Ajudada pelo lançamento do Bitcoin em 2009, a dark web rapidamente se tornou uma plataforma para criminosos buscarem e fornecerem itens ilegais.

Autor do Blog da ExpressVPN em Português